Perguntas Frequentes

Produtos

  • O que é farmacovigilância?

    Atividades relativas à detecção, avaliação, compreensão e prevenção de efeitos adversos ou outros problemas relacionados a medicamentos.

  • O que é reação adversa a medicamento?

    É qualquer resposta prejudicial ou indesejável, não intencional, a um medicamento, que ocorre nas doses usualmente empregadas no homem para profilaxia, diagnóstico, terapia da doença ou para a modificação de funções fisiológicas.

  • O que significa interação medicamentosa?

    Resposta farmacológica, toxicológica, clínica ou laboratorial causada pela combinação do medicamento com outros medicamentos. Também pode decorrer da interação do medicamento com alimentos, substâncias químicas ou doenças. Os resultados de exames laboratoriais podem ter sua confiabilidade afetada por sua interação com medicamentos. A interação medicamentosa pode resultar em um aumento ou diminuição da efetividade terapêutica ou ainda no aparecimento de novos efeitos adversos.

Genéricos

  • Como posso saber se já existem genéricos para os medicamentos que meu médico prescreve?

    Essa informação pode ser obtida diretamente com o médico, no momento da consulta, ou com o farmacêutico. Também podem ser consultadas as listas disponíveis no site da Anvisa (www.anvisa.gov.br) e no site www.hipolabor.com.br pode ser consultada a lista de produtos Genéricos comercializados pela Hipolabor e Sanval. Acesse nossa página produtos!

  • O que é biodisponibilidade?

    É uma propriedade biológica derivada da administração de um medicamento, por uma via extravascular, a um indivíduo. Relaciona-se à quantidade absorvida e à velocidade do processo de absorção do fármaco liberado a partir da forma farmacêutica administrada. Está também relacionada à eficácia clínica do medicamento. Para qualquer medicamento administrado por via intravenosa, essa propriedade inexiste, ou seja ,não deve ser requerida, uma vez que o processo de absorção não ocorre por esta via.

  • O que é bioequivalência?

    Corresponde ao estudo comparativo entre medicamentos administrados por uma mesma via extravascular, que avalia parâmetros relacionados à absorção do fármaco a partir da forma farmacêutica administrada.

  • O que são medicamentos de referência ou inovador?

    São medicamentos cuja eficiência, segurança e qualidade foram comprovadas cientificamente, por ocasião de seu registro junto ao Ministério da Saúde, através da ANVISA. Eles se encontram há bastante tempo no mercado e têm uma marca comercial conhecida.

  • O que são medicamentos genéricos?

    Os genéricos são cópias de medicamentos inovadores cujas patentes já expiraram. Sua produção obedece a rigorosos padrões de controle de qualidade. Por lei, só podem chegar ao consumidor depois de passarem por testes de bioequivalência realizados em seres humanos ( o que garantem que serão absorvidos na mesma concentração e velocidade que os medicamentos de referência) e equivalência farmacêutica (que garantem que a composição do produto é idêntica ao do medicamento inovador que lhe deu origem).

    Graças a estes testes, os medicamentos genéricos são intercambiáveis. Ou seja, por lei, podem substituir os medicamentos de referência indicados nas prescrições médicas. A troca, quando o médico não prescrever diretamente o genérico, pode ser recomendada pelo farmacêutico responsável, nos estabelecimentos de varejo, com absoluta segurança para o consumidor.

    O programa de medicamentos genéricos foi criado no Brasil em 1999, com a promulgação da Lei 9.787, formulada com o objetivo de implementar uma política consistente de auxílio ao acesso a tratamentos medicamentosos no país. Os critérios técnicos para registro destes medicamentos são semelhantes aos adotados em países como Canadá e EUA, entre outros centros de referência de saúde pública no mundo.

    Com preços no mínimo 35% menores que os medicamentos de marca, os medicamentos genéricos já estão colaborando para que muitos brasileiros, que não estavam se medicando ou que tinham dificuldade de dar continuidade a tratamentos, encontrem uma alternativa viável e segura para seguir as prescrições médicas corretamente.

  • O que são medicamentos similares?

    Os medicamentos similares possuem o mesmo princípio ativo, a mesma concentração, forma farmacêutica, via de administração, posologia e indicação terapêutica, mas que ainda não têm comprovação da sua bioequivalência com o medicamento de marca.

  • Por quê o medicamento genérico é mais barato ?

    Os fabricantes de medicamentos genéricos não necessitam fazer investimentos em pesquisas para o seu desenvolvimento, visto que as formulações já estão definidas pelos medicamentos de referência e que servirão de parâmetro para a fabricação. Outro motivo a ser considerado diz respeito ao marketing. Os fabricantes de medicamentos genéricos não necessitam fazer propaganda, pois não há marca a ser divulgada.

  • Quais as vantagens dos medicamentos genéricos?

    A Política de Medicamentos Genéricos possui diversas vantagens, quais sejam:

    -medicamentos de melhor qualidade, mais seguros e eficazes, comprovados através da realização de testes de equivalência farmacêutica e bioequivalência;
    -medicamentos de menor preço, visto que os fabricantes de genéricos não precisam investir em pesquisa para o seu desenvolvimento e nem em propaganda;
    -redução nos preços dos medicamentos de referência, com a entrada de medicamentos concorrentes (genéricos);
    -possibilitar aos cidadãos maior acesso aos medicamentos;
    -fortalecimento da indústria nacional;
    -mudança de comportamento dos profissionais de saúde (prescritores e dispensadores);
    -desenvolvimento tecnológico das indústrias e, conseqüentemente, do país.

  • Qual deve ser o procedimento dos farmacêuticos, caso o cliente queira trocar o seu medicamento de marca por um genérico ?

    Cabe exclusivamente ao farmacêutico ( e não aos balconistas ) a substituição do medicamento prescrito pelo genérico correspondente e, neste caso, deve apor o seu carimbo, constando do seu nome, inscrição no CRF, datar e assinar. Todavia, as restrições expressas pelo prescritor, de próprio punho deverão ser observadas. O ideal é que o paciente converse com o médico e peça a ele que inclua na receita o princípio ativo do medicamento.

Atendimento ao Cliente

  • Como registrar ou acompanhar uma reclamação comercial?

    Entre em contato o SAP- Serviço de Atendimento Pós Vendas da sua região e fale com um dos nossos atendentes para registrar ou acompanhar um processo de reclamação.
    Seguem os telefones de contato.

    * Linha Hospitalar
    -Sudeste: (31) 3408-1813
    -Centro-Oeste/ Sul: (31) 3408-1834
    -Norte/Nordeste: (31) 3408-1839

    * Linha Farma
    Brasil: (31) 3408-1840

  • Como solicitar imagens dos produtos ou identidade visual da Hipolabor e Sanval?

    A Hipolabor e Sanval adota o CONTRATO DE LICENÇA DE USO DE MARCA E IMAGEM DE PRODUTOS.
    Tal contrato visa garantir que as imagens de produtos e logomarca Hipolabor utilizadas por terceiros em materiais promocionais seguirão a regulamentação da ANVISA para propaganda e publicidade de medicamentos.
    A solicitação para emissão deste CONTRATO pode ser feita através do e-mail marketing@hipolabor.com.br mediante envio das seguintes informações:

    - Descrição das imagens pretendidas: nome do produto e apresentação
    - Espaço geográfico onde será distribuído o material promocional
    - Dados da solicitante (cliente)

    O contrato será enviado em 2 (duas) vias ao cliente, devidamente assinado pelo representante da Hipolabor + Sanval, sendo que uma via do contrato deverá retornar para o Setor de Marketing, devidamente assinado pelo cliente.
    Após o aceite no contrato, o envio das imagens cedidas será providenciado.

  • Por quê devo registrar as ocorrências no conhecimento da transportadora?

    A formalização das ocorrências no conhecimento da transportadora garante ao cliente o ressarcimento dos produtos avariados ou produtos faltantes.
    Desta forma, o ideal é que o cliente realize a conferência no ato do recebimento da Nota Fiscal na presença da transportadora. Caso não seja possível a conferência imediata o conhecimento de transporte deve ser retido para posterior conferência da mercadoria e entrega deste documento à transportadora.

  • Quais conferências devo realizar no ato do recebimento das NF's?

    1.Verifique a etiqueta da caixa (Confira as informações referentes a Destinatário, Nota Fiscal e Volume);
    2.Observe se a quantidade de caixas informadas na Nota Fiscal é compatível com o volume que está sendo entregue.
    Atenção!!! Caso seja notada alguma divergência entre os volumes dispensados, registre no conhecimento da transportadora tal incompatibilidade e informe ao SAP – Serviço de Atendimento Pós Vendas.
    3.As embalagens disponibilizadas pela Hipolabor Farmacêutica possuem um lacre de segurança, caso as caixas estejam violadas adote o seguinte procedimento:
    a) Aceite a mercadoria.
    b) Confirma os produtos da caixa com a nota fiscal na presença dos funcionários da transportadora.
    c) Identificado a falta ou avaria de algum item, registre no conhecimento da transportadora o seguinte: “Mercadoria recebida com avaria ou falta dos seguintes produtos...”(Informe a quantidade e os produtos avariados ou faltantes).